Image Map

segunda-feira, 4 de julho de 2016

"Os Afetos", Rodrigo Hasbún


Autor(a): Rodrigo Hasbún
ISBN: 9788580579192
Páginas: 128
Editora: Intrínseca

► ADICIONE À SUA ESTANTE ◄
skoob

• • •

Faltou-me algo durante a leitura. Acho que me faltou o mais importante durante uma leitura. Faltou-me afeto. Afetar-me com a vida dos personagens. Suas histórias embebidas em dramas, apreensões, buscas, sentidos, ideologias, culturas..., não me envolveram da forma esperada.


Relacionando o livro à visão de um lago cuja superfície reflete o céu impedindo que eu vejo seu fundo; entro em suas águas e caminho. Seu primeiros capítulos/meus primeiros passos, me permitem sentir um pouco a água, sua temperatura, me ambientar um pouco e começar a imaginar o que estar por vir. Foi interessante perceber as diferentes personalidades dos integrantes da família Ertl, e a cada capítulo vamos entendendo um pouco mais de cada uma, já que cada capítulo temos diferentes visões da história. 


Andando um pouco mais nesse lago, com a água agora na minha panturrilha, é possível perceber o movimento dos membros da família, os diversos afetos que influenciam seus modos de existência com os outros e como enxergam esses outros. Tais sentimentos, imersos num recorte histórico, se desdobrou, para mim, de formas interessantes: há aqueles personagens que estão presos à esse recorte do tempo; e há os que percebem essa prisão e luta para se libertar.


A falta, com que me deparei foi que, ao adentrar mais no lago, a água continuou na panturrilha. Houve momentos em que, pelos detritos acumulados no fundo, a superfície arenosa se elevava me fazendo sair um pouco. As descrições dos personagens, sobre o que estavam vivenciando pareciam se evaporar quando chegavam à mim. Senti a falta de mergulhar, de explorar o fundo, ficar sem ar e sentir o desespero de emergir. Todos os elementos estavam lá mas, para mim, falou desenvolvimento. Faltou o mergulho.



0 Comments:

Postar um comentário