Image Map

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

"Joe Speedboat", Tommy Wieringa


Autor(a): Tommy Wieringa
Páginas: 336
Editora: Rádio Londres


► ADICIONE À SUA ESTANTE ◄
skoob

• • •
Joe Speedboat. Com esse nome eu esperava um livro completamente diferente do que ele de fato é. Me deparei com uma história muito mais interessante do que primeiramente havia imaginado. Uma que fala de amizade e de tudo que vem junto a ela.

Quem conta a história deste livro é o Fransje, um garoto que se acidenta e está em coma no hospital, mas quando acorda percebe que sua família está conversando sobre o garoto novo na cidade e com tão pouco tempo já está deixando a cidade em polvorosa. Com todo esse falatório, ele começa a se interessar em saber quem é esse tal de Joe.

Não se recuperando totalmente do acidente, ele precisa se utilizar da charanga para se locomover e, por não conseguir falar, se comunica através da escrita. Assim, começa a perceber a si mesmo e o mundo de um forma diferente.

Após sermos apresentados ao grupo de amigos que se forma na escola, além de Fransje e Joe existem mais três amigos, o livro me passa, cada vez mais, a sensação de autobiografia. A relação de amizade entre eles, dos amores, as traquinagens, famílias, sexo, drogas na sua pequena cidade de interior, a saída de alguns deles para a cidade grande, tudo isso vai deixando a gente mais curioso para conhecer a história desses garotos - que em algumas partes me remetia a filmes da sessão da tarde.

E o que mais chama atenção é a relação entre o Fransje e o Joe e como a deficiência dele o ajudou a ter outras perspectivas na vida, já que Joe descobre que seu amigo possui uma força fora do normal no braço direito e a partir dai se unem para uma aventura na competição de queda de braço.

Mesmo sendo um livro linear, não havendo grandes emoções, nem um grande clímax, ele realmente deixou a sensação de estarmos lendo um dos diários do Fransje e viver com ele todas aquelas emoções. E porque não começar a fazer um paralelo com nossas vidas, lembrando de tudo que passamos, das amizades que fizemos e como ela nos afetam, nossas lembranças daquele amigo mais especial, da primeira paixão, da dificuldade da perda e da vida que segue...

0 Comments:

Postar um comentário