Image Map

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

"O Conde Enfeitiçado", Julia Quinn

Autor(a): Julia Quinn
Série: Os Bridgertons #06
Páginas: 304
ISBN: 9788580414400
Editora: Arqueiro

► ADICIONE À SUA ESTANTE ◄
skoob

• • •

Eu me empolgo sempre que a parte masculina do casal é a primeiro a se apaixonar., e Michael já começa a história mostrando o quanto é difícil esconder o que sente por Francesca, afinal ela é esposa do seu primo John. A amizade entre os três é forte e sincera, o convívio entre eles é pacífico e feliz, até que John morre. Em teoria, Michael estaria livre para ir atrás de seu amor, entretanto ele reluta em fazê-lo porque sente como uma traição ao primo de quem herdou o título de Conde e Francesca só o enxerga como um amigo, pelo menos até um noite mudar tudo entre eles.

Francesca e Michael tornaram-se meu segundo casal favorito na série “Os Bridgertons”. A amizade dos dois é tão palpável e cúmplice, e os dois valorizam muito este convívio, então vê-los debaterem se deveriam cruzar essa linha foi interessante de acompanhar. Obviamente o fator “John” só deixou tudo mais complicado: como os dois poderiam se dar uma chance se uma pessoa tão amada por ambos torna essa decisão difícil?

Se em “Sir Phillip, com amor” acompanhamos Eloise cheia de coragem e impulsividade, temos em Francesca a discrição e a razão. Ela é mais reservada e busca viver sua vida de uma forma mais independente da família o que não diminui o amor que sente por eles. Já Michael acostumou-se a passar a imagem de conquistador para camuflar o que sentia pela esposa do primo, mesmo que isso só acalmasse seu coração momentaneamente. 

Meu irmão Bridgerton favorito faz parte dessa história também e devo dizer que ele é fundamental para que Michael tome atitude diante da situação e dos seus sentimentos. Colin foi de uma percepção digna da sua mãe, Violet, e se nossa manipuladora preferida não atuou tanto assim neste livro, o Colin a representou muito bem.

Um fato interessante é que “O conde enfeitiçado” se passa ao mesmo tempo em que alguns acontecimentos de “O segredo de Colin Bridgerton” e “Para Sir Philip, com amor”. Embora essa ligação seja mais perceptível com o primeiro, por conta da presença do próprio Colin e de uma determinada festa de aniversário.

Não temos mais nossa Gossip Girl de plantão em cada começo de capítulo, mas temos trechos de cartas, nem sempre enviadas, que dão o tom aos sentimentos de Francesca e Michael, seja por suas próprias palavras ou pela observação de pessoas ligadas aos dois. A última carta do livro foi uma das melhores e eu realmente adorei o quanto continha de sentimento.

Os romances da Julia Quinn sempre me divertem. Claro que também me emocionam e me fazem suspirar e ela não economiza em desenvolver personagens charmosos e engraçados, assim como suas protagonistas são fortes e inteligentes. São livros que tem uma narrativa leve, rápida e que consegue cativar o leitor. Francesca foi sempre tão deixada de lado nos outros livros que me vi muito surpresa em gostar tanto da personagem. Agora é preparar o coração para a Hyancith, a caçula Bridgerton que, embora hilária, é a integrante da família que menos gosto. Espero que a Julian Quinn me surpreenda!


0 Comments:

Postar um comentário