Image Map

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Latitudes


Pouco sabia da sinopse de Latitudes quando resolvi assisti-lo. Tinha de informação que era um filme nacional com dois grandes atores: Alice Braga e Daniel Oliveira, que tinha como foco o relacionamento dos dois personagens interpretados pelos já citados atores e que antes de ser lançado como filme havia sido lançado como minissérie.

Latitudes conta a história de Olivia e José, uma editora de moda e um fotógrafo que começam, por acaso, um relacionamento cheio de encontros e separações, tudo isso ao redor do mundo, já que ambos viajam muito por conta de seus trabalhos.

É um filme com belas imagens e cheio de diálogos até meio poéticos, permeado por um tom agridoce que faz parte de toda a composição do longa. Um prato cheio pra quem gosta de histórias simples, mas com bons diálogos reflexivos, cheios de significados e que representam bem o que é a vida e suas incongruências.

Apesar de ser um filme cheio de conversas entre os protagonistas, em alguns momentos o uso do silêncio é bastante forte e causa impacto no espectador. A ênfase fica nas belas imagens que aparecem na tela.

A montagem do filme é interessante, com imagens que parecem pequenos recortes dando forma a um todo, muitas vezes não linear. As interpretações são boas e frias na medida certa. Latitudes é um filme sobre amor, mas não deixa de ser um filme frio e melancólico. A fotografia é um dos pontos mais positivos do filme. Muito bonita e bem executada.

Um filme transmídia, que foi lançado em outras plataformas antes de virar um longa-metragem, que vale a pena assistir. Bonito, mas não exageradamente sentimental. No ponto certo para entreter, fazer pensar nos relacionamentos que temos durante nossa vida sem nos deixar tristes. Um filme sobre brasileiros, rodado em diversos países do mundo, falando sobre relacionamentos amorosos, um tema global. Vale a pena ver.


0 Comments:

Postar um comentário