Image Map

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

O senhor agora vai mudar de corpo, Raimundo Carrero

Autor(a): Raimundo Carrero 
Páginas: 112 
ISBN: 97885001102836 
Editora: Record


► ADICIONE À SUA ESTANTE ◄
skoob

• • •

Depois de sofre um AVC, Carreiro fica preocupado em nunca mais poder voltar a suas atividades normais, devido às sequelas que o acidente vascular deixou em seu corpo: metade dele ficou paralisado, e sua visão ficou, também, avariada.

Com o corpo marcado por tal eventualidade, o autor começa a refletir sobre seu corpo, e daqueles que os cerca.

Quem conhece a escrita dele, sabe que ele se utiliza muito de símbolos, e nosso primeiro vislumbre destes, e porque não dizer, choque, se dá quando Carreiro, no hospital, enxerga algumas figuras na rua, começando uma revolução: o homem alto, o anão, o homem gordo, a mulher grávida... tais figuras permearão sua história, ora aparecendo como seres estranhos representando os “não desejados” da sociedade que surgem para se presentificar perante todos; ora como as diferentes formas daqueles que estão próximos e convivem com ele.

A impressão que tive, com a narrativa do autor, foi que em alguns momentos o livro era autobiográfico, e em outros ele se distanciava e contava sobre um personagem completamente alheio à sua vida.

Foi interessante ler um pouco sobre a trajetória do autor, das diferentes marcas que ele foi fazendo em seu corpo no decorrer de sua vida: suas escolhas profissionais; conversas em bares; seu relacionamento com sua mulher, a visão dela grávida e o susto de ver sua bolsa estourar e levá-la correndo ao hospital; ver seu primeiro filho, com aquele corpo minúsculo...

Até a cidade do Recife vira um grande corpo, que enche e se modifica com as secreções decorrente das chuvas.

Apesar de ter achado interessante o uso do corpo e suas simbologias, senti falta de uma reflexão mais aprofundada sobre o impacto que a paralisia teve nele, achei suas reflexões muito pontuais (ou o uso dos símbolos não me atingiram tanto quanto o autor pretendia que levassem o leitor a suas próprias indagações).


Como toda apreensão de um livro vai depender do leitor, e isso se intensifica com um autor que faz uso de inúmeras metáforas; esta foi a minha. E a sua, qual foi (será)?


0 Comments:

Postar um comentário