Image Map

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

TOP 5 - Melhores Cds de 2014

2014 foi um ano onde vários discos interessantes foram lançados, muitas parcerias musicais foram feitas, muitos artistas se reinventaram. No começo de cada ano eu paro para avaliar os trabalhos que mais gostei, me identifiquei, me surpreendi. Em alguns casos caio no lugar comum, porque nem sempre o que é ouvido por todos é ruim; em outros me deparo com escolhas musicais mais incomuns. O fato é que é impossível não preferir alguns trabalhos a outros.
E aí segue a minha lista de melhores álbuns de 2014. Com certeza eles fizeram meu ano mais interessante.


"1000 Forms of Fear" – Sia
Já conhecia a cantora e gostava do seu trabalho, com letras muito profundas e pessoais. Ela tem uma história de vida pesada e resolveu transformar sua própria dor em arte. Como disse Neil Gaiman “faça boa arte”. Sia foi lá e fez.  Seu último trabalho é composto por letras bastante poéticas, centradas, sofridas e bastante artísticas. E basta ver suas apresentações e o clipe de Chandelier para perceber que o cd tem todo um conceito artístico muito bem definido e trabalhado, cheio de influências variadas – e de variados tipos de arte. Um disco para ser ouvido inúmeras vezes. Definitivamente inspirador.


"X (Deluxe Edition)" – Ed Sheeran
Viciante é a melhor palavra para descrever o último álbum do britânico. Composto por músicas animadas que passam pelo pop, folk, R&B e até o rap, “X” é um CD bastante urbano e do tipo para não parar de ouvir. As letras são realistas e inspiradas. As rimas bem feitas. E a voz do Ed é muito boa de se ouvir. E, curiosamente, um dos pontos altos do trabalho é a canção Thinking Out Loud, romântica sem ser piegas; com uma das letras mais adoráveis do ano.


"Verdade, Uma Ilusão" – Marisa Monte
O que dizer do CD da turnê Verdade, Uma Ilusão? Apenas que a música da Marisa Monte nunca envelhece, nunca passa do tempo, está sempre na moda. O álbum é composto pelas músicas do seu último trabalho de estúdio, o disco “O que você quer saber de verdade”, e por alguns covers feitos pela Marisa. Destaque para aversão de Sono Come Tu Mi Vuoi, originalmente gravada pela famosa cantora italiana Mina, que ficou excelente na voz da Marisa e, ouço dizer, melhor do que a versão original. Um trabalho com a cara da artista, ou seja, lindo!


"Tough Love" – Jessie Ware
Conheci o trabalho da Jessie faz pouco tempo, ouvindo o disco Tough Love, e foi amor ao primeiro acorde, ao primeiro som da voz dela. Em Tough Love, seu segundo álbum, a britânica traz um trabalho que alguns críticos chamaram de pouco convencional. Misturando pop, bossa nova, soul, gospel o trabalho de Jessie é cheio de experimentações sem ser completamente experimental. Para quem gosta do “não óbvio”, vale muito a pena. Eu simplesmente não consigo parar de ouvir.


"8" – Marjorie Estiano

Que a Marjorie Estiano canta bem todo mundo sabe, mas com seu novo trabalho é visível seu crescimento como artista. O álbum é cheio de canções com uma maturidade musical surpreendente. Deixou de cantar música pop mainstream e foi fazer um som mais “autoral”. Compôs oitos das músicas do álbum, que vem com bastante influência setentista e com algumas misturas de idiomas. Um trabalho corajoso e de muito bom gosto “8” foi minha maior surpresa do ano. E que bom que ela veio do Brasil. 

0 Comments:

Postar um comentário