Image Map

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Crônica: Resoluções de ano novo



Não sou muito de resoluções de ano novo. Apesar de achar que, já que um ano terminou e outro está começando, é inevitável um novo ciclo; penso que no fim do dia não mudamos de personalidade apenas porque o ano acabou, ou seja, não adianta tentar transformar a sua vida com a passagem do ano.
Apesar disso resolvi que queria algumas mudanças em 2015.

Não faço parte do time de pessoas que só quer realizações, muito dinheiro, amor e extrema felicidade. Como uma pessoa com uma vida normal (independente do que normalidade seja pra você) sei que terei tristezas, dores, perdas. Também terei alegrias e ganhos. Faz parte de ser humano, então não busco a irrealidade.

O que quero tem relação com mudança pessoal e muito pouco com o que as outras pessoas e o universo poderão me trazer.
  • Me organizar de uma forma diferente. Me obrigar a realizar os meus projetos e não ficar apenas sonhando com eles.
  • Ler bastante, como sempre, mas escrever mais e mais e mais, mesmo que seja em meu diário. E jamais ter medo do quanto vou me expor com o que escrevo.
  • Deixar de lado tudo o que não me faz bem. Não importa o que ou quem seja. Já passei da idade de estar fazendo mal a mim mesma sem necessidade ou para agradar alguém.
  • Sorrir mais. Me doar mais. Amar mais. Porque essas coisas a gente sempre deve querer mais na vida, mas de uma maneira saudável. 
Coisas simples, que não são tão difíceis assim, mas que com certeza farão meu 2015 (que mal começou e eu já tive muitos momentos bons) mais tranquilo, organizado e feliz.




0 Comments:

Postar um comentário