Image Map

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

"Como falar com um viúvo", Jonathan Tropper

Título original: How to Talk to a Widower
Autor(a): Jonathan Tropper
Páginas: 272
ISBN: 9788599296622 
Editora: Arqueiro 

► ADICIONE À SUA ESTANTE ◄
skoob

• • •

Não sinto total conforto ao chamar um livro como esse de chick-lit mas, no fim das contas, ele acaba se encaixando quase que perfeitamente no gênero, só que com um protagonista homem. Talvez um chick-lit masculino*? Enfim, quando se trata de livros assim, se alguém me perguntar qual o que eu indico, com certeza o que me vem logo à mente é: qualquer um do Jonathan Tropper.

Doug Parker nunca foi daqueles garotos que se podia aconselhar alguém a seguir como exemplo, mas espera-se que durante a fase adulta as pessoas mudem e, consequentemente, amadureçam. É a ordem natural das coisas, não? Bom, se é assim, ele é uma exceção à regra. Acostumado com idas e vindas de empregos e a uma vida completamente descompromissada, Doug se vê apaixonado por uma mulher dez anos mais velha que ele, Hailey. Mas parece que essa mulher é quem finalmente dá um sentido à sua vida e o faz realmente querer algo. Juntos, eles compartilham uma vida de casal comum, mas feliz. Mas isso foi há um ano, quando Hailey ainda era viva. Agora nada mais importa e ele prefere se isolar do mundo e "curtir" seu drama pessoal mergulhado em autopiedade e em seu bom e velho whisky Jack Daniel's. Ele ainda não se sente preparado pra sair do seu luto.

"Eu tinha uma esposa. Seu nome era Hailey. Agora ela se foi. E eu também."

Uma esposa morta não é o único problema que Doug tem que enfrentar no momento: seu pai sofreu um AVC, e mudanças de humor e esquecimentos agora fazem parte de sua rotina; seu enteado adolescente continua se metendo em encrencas; sua irmã mais nova está prestes a casar-se com o noivo que conheceu durante o velório da falecida, e por isso o irmão não consegue perdoá-la e, pra tornar tudo ainda mais confuso, Claire, a irmã gêmea, decide que cansou do marido e se muda pra sua casa com um objetivo de vida: arrastar Doug de volta para o mundo dos vivos.

Jonathan Tropper sabe, realmente, contar uma história clichê de forma diferente. Com uma linguagem crua e cheia de sarcasmo, "Como falar com um viúvo" traz em sua narrativa pontos característicos do Tropper: uma família cômica e cheia de problemas, um protagonista emocionalmente desestruturado, um roteiro melancólico mas não chato, e toques certeiros de humor.

Se você busca uma livro leve mas que não deixe de trazer questões importantes pra refletir e, claro, que não deixe de lado o humor, "Como falar com um viúvo" é mais do que indicado.


*Esse tipo de literatura é conhecido como Lad lit.

0 Comments:

Postar um comentário