Image Map

sexta-feira, 2 de maio de 2014

House of Cards



Sou apaixonada por séries que têm como tema central a política, porque o jogo pelo poder é um dos assuntos que mais mostram o ser humano. House of Cards me encantou de cara pelo seu elenco de bons atores, sendo encabeçados pelo famoso Kevin Spacey. Seu tema foi um aditivo que tornou para mim impossível não assistir ao seriado.

Em House of Cards conhecemos Francis, um congressista manipulador, e sua esposa Claire. Ambos são poderosos e dispostos a tudo para conseguirem o que desejam: poder.

A série é exatamente o que está no parágrafo anterior: uma busca incessante pelo poder. E assistir não só o casal, mas toda a rede de cobras presentes em Washington lutando de maneira desleal e corrupta é algo interessantíssimo, principalmente quando se tem um roteiro de tamanha qualidade.

Um dos pontos positivos da série, produzida pelo Netflix, é que apesar dos protagonistas serem pessoas consideradas, de um modo geral, “ruins”, eles são retratados de maneira muito humana. Particularmente gosto bastante da Claire. Sim, ela não pensa duas vezes antes de fazer algo que pode prejudicar uma pessoa boa, mas ela tem sentimentos bem reais, sofre com as atitudes que toma e está pronta para lidar de cabeça erguida com qualquer erro que cometa; além de já ter sofrido bastante.

O casamento dela com Francis é um dos retratos mais interessantes que já vi de uma parceria. Mais do que amor o que se vê é um casal que divide tudo. Eles têm seus desejos individuais, mas estão dispostos a abrir mão de diversas coisas pelo bem da união que compartilham. E isso gera momentos, no mínimo, inusitados.


É uma série para quem gosta de política, jogos de poder, todo tipo de esquemas. Tudo isso com o brilhantismo de um time de atores de primeira e uma técnica que merece elogios também. Sem dúvida uma das melhores séries sendo exibidas na atualidade.

0 Comments:

Postar um comentário