Image Map

quinta-feira, 17 de abril de 2014

"Quem é você, Alasca?", John Green

Título original: Looking for Alaska
Autor(a): John Green
Páginas: 229
ISBN: 978-85-7827-342-2
Editora: WMF Martins Fontes

► ADICIONE À SUA ESTANTE ◄
skoob

• • •

Miles Halter é um adolescente de 16 anos, um tanto tímido, sem amigos e que é viciado nas últimas palavras de grandes personalidades. Sua vida é bastante comum até que ele decide mudar um pouco seu caminho e pede aos pais para estudar em um colégio interno. Em Culver Creek, ele faz algumas amizades - seu grande objetivo ao entrar na escola - como seu companheiro de quarto Coronel e a misteriosa Alasca. Os três, mais o Takumi, formam um grupo singular e fazem trotes contra os "Guerreiros de Dia de Semana", termo que usam para falar dos alunos riquinhos da escola, que sempre pegam no pé deles. Em meio às novas amizades, Miles começa a ficar fascinado pela jeito espirituoso, enigmático e sensual de Alasca, com isso, seu interesse pela garota vai guiar seu caminho para encontrar o "Grande Talvez".

Gosto de como o John Green escreve e como seus personagens parecem normais mas também ao mesmo tempo são únicos em sua forma de expressão. Cada um tem alguma particularidade que, a primeira vista, parece um pouco estranho, mas que aos poucos se torna uma característica da qual não imaginamos o personagem sem. Isso se reflete tanto na mania do Gordo (apelido do Miles, que é bem magro) e suas últimas palavras, quando na leitura de enciclopédias do Coronel para se acalmar. O Coronel, por sinal, é meu personagem preferido. Divertido e sábio, um personagem tão comum quanto surpreendente.

O livro é dividido em três partes distintas e só os nomes me davam uma ansiedade tremenda: "Antes", "Dia D" e "Depois". Já pelo nome, se imagina que o Dia D vai ter algum acontecimento impactante e eu fiz algumas teorias sobre isso e acertei. O que não quer dizer que diminuiu minha emoção quando li, pois o autor foi bem convincente na hora de expor os sentimentos dos personagens.

A leitura é agradável, rápida e flui muito bem. A escrita do John Green é bem acessível e contemporânea, cheia de referências nerds, diálogos inteligentes e sarcásticos (eu adoro isso). O único ponto ruim para mim é que não senti uma grande ligação com a Alasca. Claro que ela é ótima, tem vários pontos a seu favor e sua importância no livro é inquestionável (afinal, praticamente tudo que acontece é resultado de algo que ela fez), mas não senti muita empatia por ela, mas não é nada que desmereça o livro ou a personagem. Se você tem que ler? Mas é claro!


0 Comments:

Postar um comentário